domingo, 13 de julho de 2008

Dá que pensar (outra 'pimentinha' do dia)

Imagem do Kaos em Robin das Bombas


"(...) O acordo entre o Governo e os parceiros sociais (com excepção da CGTP) prevê que as empresas tenham maior flexibilidade no momento de decidir quando e durante quanto tempo pretendem fechar as portas, impondo assim paragens forçadas aos trabalhadores (...)" (Manuel Esteves, DN apud Luta Social in Novo Código do Trabalho alarga férias forçadas)


Nota final: "A intenção do Governo é que o novo Código do Trabalho entre em vigor em Janeiro de 2009"

2 comentários:

Hurtiga disse...

Férias não pagas, presumo... Ou será que os patrões vão dividir os lucros com os empregados "colaboradores" e eles podem ir, sei lá, até às Caraíbas volta não volta?...

Moriae disse...

Nós já temos paragem obrigatória no mês mais caro do ano ...