quinta-feira, 30 de abril de 2009

"VASELINA" DIXIT

Imagem daqui
"Francisco Van Zeller, afirmou, em declarações ao «Rádio Clube» que «se nenhum partido conseguir vencer com maioria absoluta as próximas eleições legislativas, deverá ser formado um Governo de Bloco Central»"
Notícia IOL
COMENTÁRIO: Claro, sr. vaselina! O que interessa é que "os cães" não larguem o poder!

A CÂNCINHO PEGOU-LHE O TIQUE


Imagem daqui
"Fernanda Câncio apresenta queixa contra jornalista por ter sido referida como ‘a namorada de…’"
No Sol
Ó "melher", defina-se! Ou então ele que se defina, de uma vez por todas!
ENTRE PARÊNTESES: QUEIXINHAS DE MERDA!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

ASPIRAÇÃO

PORTUGAL MERECE MELHOR
DO QUE O "INGINHEIRO" DO FREEPÓR


SR. INGINHEIRO, BEM SE VÊ QUE NÂO PERCEBE NADA DE NADA!

Imagem daqui

COMENTÁRIO: Por amor da santa, sr "inginheiro"! Vocemecê só pensa em inaugurações e afins!
Falar do IPO, qualquer que ele seja, é falar de um hospital de excelência! E não se deve a essas, perdoem-me os leitores, pintelhices!
Trata-se de um local onde há sempre um sorriso.
Trata-se de um local em que há sempre uma palavra de coragem e de conforto.
Trata-se de um local que é a segunda casa de muitas pessoas e onde essas pessoas se sentem tratadas como tal, pessoas.
Por isto e por muito mais, sr. "inginheiro", quando falar de exemplos a seguir e se estiver a referir ao IPO, fale de HUMANISMO e não meta o assunto em politiquices das suas... e já agora, era bom que soubesse recompensar OS BONS PROFISSIONAIS DO SNS!
UM GRANDE BEM HAJA A TODO O PESSOAL DO IPO PELO ESFORÇO, PELO HUMANISMO, PELO PROFISSIONALISMO!

SANTOS, CÓRNEAS E SALPICOS

Imagem daqui


Uma córnea que prestigia


A canonização de D. Nuno Álvares Pereira é, evidentemente, um motivo de orgulho para o País. O milagre que o novo santo operou em Guilhermina de Jesus, de 65 anos, natural de Vila Franca de Xira, pode não ser dos maiores - mas conta. A senhora estava em casa a fritar peixe quando um respingo de óleo a ferver lhe lesionou o olho esquerdo. Nuno Álvares viu a conjuntura propícia à santidade, e não falhou: curou-lhe a úlcera na córnea e prestigiou-se a si e a nós. Os portugueses sempre tiveram uma grande capacidade de se prestigiarem por interposto compatriota. Normalmente, o compatriota está vivo e pratica um desporto qualquer, mas um homem que está morto vai para 580 anos e cura úlceras na córnea a partir da eternidade também prestigia.
Contudo, receio bem que D. Nuno Álvares Pereira, que é santo há tão pouco tempo, já esteja a arranjar problemas com colegas que são santos há mais de 1500 anos. Refiro-me especificamente a Santo Agostinho, o santo que explicou a razão pela qual Deus, sendo embora omnipotente, omnisciente, omnipresente e infinitamente bom, permite que haja mal no mundo. A razão é o livre arbítrio: Deus concedeu a liberdade ao homem, que desfruta dela como entende, e é por isso que Ele não intervém quando os homens se matam uns aos outros. Ficou explicada a existência do mal moral. E o mal natural explica-se da mesma maneira: as catástrofes naturais são, também elas, causadas pela liberdade concedida por Deus, desta vez a Satanás e seus acólitos. É por isso, dizia Santo Agostinho, que Deus não salva ninguém das grandes catástrofes naturais, sejam elas um tsunami, um terramoto, ou um respingo de óleo a ferver para o olho. E, no entanto, Nuno Álvares Pereira intercedeu em nome d'Ele para curar a córnea de Guilhermina de Jesus. Como entender, então, a façanha oftalmológica do novo santo? Talvez Deus tenha interrompido por momentos o princípio do livre arbítrio para permitir a ocorrência de uma acção pedagógica. Pode ter sido um trabalho de equipa: Deus alerta Guilhermina de Jesus para os malefícios dos fritos respingando-lhe óleo a ferver para o olho, e Nuno Álvares, depois de aprendida a lição, intervém para lhe salvar a córnea. Os caminhos do Senhor são misteriosos e, como é cada vez mais evidente, até Santo Agostinho se perde neles.
O que interessa é que o milagre foi feito, registado, e levado em conta na beatificação de Nuno Álvares Pereira, para gáudio de Cavaco Silva. O Presidente da República suspendeu por instantes o preceito da separação entre Estado e Igreja e integrou a comissão de honra da canonização. Há quem diga que as congratulações do Presidente da República a propósito de um caso estritamente religioso violam o princípio da laicidade do Estado, mas se Deus interrompeu o livre arbítrio para prestigiar o nosso país, o mínimo que o Presidente pode fazer é mandar a laicidade às malvas para agradecer.
Uma Crónica de Ricardo Araújo Pereira na Visão

terça-feira, 28 de abril de 2009

DEPOIS DE LANÇADO O PRIMEIRO TIJOLO...


OLHA QUEM FALA!

Imagem da Net
"O surpreendente conservadorismo e reaccionarismo do PSD mostra bem que ele entrou em ruptura com o seu passado"
Vital Moreira, no Público

segunda-feira, 27 de abril de 2009

QUEM NÃO É POR MIM É CONTRA MIM


Os bons e os maus

Já há mais jornalistas a contas com a justiça por causa do Freeport do que houve acusados por causa da queda da ponte de Entre-os-Rios. Isto diz muito sobre a escala de valores de quem nos governa.
Chegar aos 35 anos do 25 de Abril com nove jornalistas processados por notícias ou comentários com que o Chefe do Governo não concorda é um péssimo sinal. O Primeiro-ministro chegou ao absurdo de tentar processar um operador de câmara mostrando que, mais do que tudo, o objectivo deste frenesim litigante é intimidar todos os que trabalham na comunicação social independentemente das suas funções, para que não toquem na matéria proibida. Mas pode haver indícios ainda piores. Se os processos contra jornalistas avançarem mais depressa do que as investigações do Freeport, a mensagem será muito clara. O Estado dá o sinal de que a suspeita de haver membros de um governo passíveis de serem corrompidos tem menos importância do que questões de forma referentes a notícias sobre graves indícios de corrupção. Se isso acontecer é a prova de que o Estado, através do governo, foi capturado por uma filosofia ditatorial com métodos de condicionamento da opinião pública mais eficazes do que a censura no Estado Novo porque actua sob um disfarce de respeito pelas liberdades essenciais. Não havendo legislação censória está a tentar estabelecer-se uma clara distinção entre "bons" e "maus" órgãos de informação com advertências de que os "maus" serão punidos com inclemência. O Primeiro-ministro, nas declarações que transmitiu na TV do Estado, fez isso clara e repetidamente. Pródigo em elogios ad hominem a quem não o critica, crucifica quem transmite notícias que lhe são adversas. Estabeleceu, por exemplo, a diferença entre "bons jornalistas", os que ignoram o Freeport, e os "maus jornalistas" ou mesmo apenas só "os maus", os que o têm noticiado. Porque esses "maus" não são sequer jornalistas disse, quando num exercício de absurdo negou ter processado jornalistas e estar a litigar apenas contra os obreiros dos produtos informativos "travestidos" que o estavam a difamar. E foi num crescendo ameaçador que, na TV do Estado, o Chefe do Governo admoestou urbi et orbi que, por mais gritantes que sejam as dúvidas que persistem, colocar-lhe questões sobre o Freeport é "insultuoso", rematando com um ameaçador "Não é assim que me vencem". Portanto, não estamos face a um processo de apuramento de verdade. Estamos face a um combate entre noticiadores e noticiado, com o noticiado arvorando as armas e o poder que julga ter, a vaticinar uma derrota humilhante e sofrida aos noticiadores. Há um elemento que equivale a uma admissão de culpa do Primeiro-Ministro nas tentativas manipulatórias e de condicionamento brutal da opinião pública: a saída extemporânea de Fernanda Câncio de um painel fixo de debate na TVI sobre a actualidade nacional onde o Freeport tem sido discutido com saudável desassombro, apregoa a intolerância ao contraditório.
Assim, com uma intensa e pouco frequente combinação de arrogância, inabilidade e impreparação, com uma chuva de processos, o Primeiro Ministro do décimo sétimo governo constitucional fica indelevelmente colado à imagem da censura em Portugal, 35 anos depois de ela ter sido abolida no 25 de Abril.

UM TEXTO DE MÁRIO CRESPO NO DN

sábado, 25 de abril de 2009

O VIRA-CASACAS CRÓNICO

Imagem daqui
O CHERNE 'TÁ PODRE, LOGO, EU VOTO NO CHERNE...

NACIONALIZADO

O primeiro-ministro afirmou hoje que a sua residência oficial é "a casa do povo"
Expresso Online

E o carro e os "Armani" e mais e mais e e e e e

35 ANOS, 35 FOTOS DO JN


Imagem daqui

VÁ LÁ, CAIA OUTRA VEZ NA ARMADILHA!


Imagem daqui
Sócrates continua a apostar numa vitória por maioria absoluta

AS PORTAS TÊM DE ESTAR ESCANCARADAS!

CAMPO DE PAPOILAS

Imagem da Net

E QUE ESCREVES AGORA, POETA?


Imagem da Net


Abril sem "R"


Trinta anos depois querem tirar o r
se puderem vai a cedilha e o til
trinta anos depois alguém que berre
r de revolução r de Abril
r até de porra r vezes dois
r de renascer trinta anos depois


Trinta anos depois ainda nos resta
da liberdade o l mas qualquer dia
democracia fica sem o d.
Alguém que faça um f para a festa
alguém que venha perguntar porquê
e traga um grande p de poesia.


Trinta anos depois a vida é tua
agarra as letras todas e com elas
escreve a palavra amor (onde somos sempre dois)
escreve a palavra amor em cada rua
e então verás de novo as caravelas
a passar por aqui: trinta anos depois.»

Manuel Alegre


(SERÁ QUE AINDA NOS RESTA O "L"?)

sexta-feira, 24 de abril de 2009

A CÂMARA DE SANTA COMBA DEVIA LEVAR COM UM PANO ENCHARCADO EM... (BEM, NAQUILO QUE SABEMOS) NA TROMBA!

Imagem daqui
"Santa Comba inaugura Largo Salazar no 25 de Abril"

Notícia Sol


OU...


COMO CELEBRAR O 24 NO 25...

(É PRECISO TER MUITA LATA!)

"A corja"

Imagem daqui
PSD e CDS rejeitam discutir voto de protesto contra praça Salazar
Notícia Destak
Nem um votozinho de protesto? Chiça que é demais!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

DE CHERNE A ANJINHO


Imagem retirada da Net

ACREDITO QUE SIM! ACREDITO QUE SIM!


LOOOLLL


Imagem daqui
UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA! LOOOOOLLLLL

CHORAR DESALMADAMENTE OU RIR ATÉ ÀS LÁGRIMAS?

Imagem daqui

Confesso: dinheiro fresco, comprinhas...
O centro comercial é óptimo porque se "dá pasta à vista" q.b. e não há quase nada de jeito.
Voltinha para lá, voltinha para cá, em cada esquina há uma loja fechada... falência! Os painéis que forram as montras surgem as figuras de gente completamente feliz suspensa no ar, aos pulinhos. E há legendas: "O meu mundo está cada vez melhor"... Pois sim... E eis senão quando... TCHANÃ!... uma alma caridosa me oferece um cartão... de um Banco...
"Estranha sorte! Mísera condição!"

domingo, 19 de abril de 2009

ELE LÁ SABE...

Imagem daqui
Cardeal diz que preservativo é falível
O Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, defende que o preservativo “é falível” e que o Papa Bento XVI tem razão quando considera que o preservativo não deve ser a “única maneira de combate à sida”.
D. Policarpo, na primeira referência à questão que levantou polémica durante a visita do Papa a África, acusa também a comunicação social de mediatizar em excesso as palavras do Sumo Pontífice.
Sobre as palavras que proferiu na Figueira da Foz, sobre o casamento das jovens portuguesas com muçulmanos, D. Policarpo também considera que se fez um “arraial durante três semanas com uma frase, que até foi mesmo no fim do encontro, dita com graça”.
(Ligação minha)
("COM GRAÇA"....) (comentário meu)
(Ligação minha)
Edgar Nascimento, CM

sábado, 18 de abril de 2009

quarta-feira, 15 de abril de 2009

INDEPENDENTE? NÃO. FREELANCER!

Imagem daqui

SEM EIRA... NEM BEIRA... NEM UM RAIO QUE O PARTA!

Imagem daqui

SEM EIRA NEM BEIRA


Anda tudo do avesso
Nesta rua que atravesso
Dão milhões a que os tem
Aos outros um passou-bem

Não consigo perceber
Quem é que nos quer tramar
Enganar/Despedir
E ainda se ficam a rir
Eu quero acreditar
Que esta merda vai mudar
E espero vir a ter
Uma vida bem melhor

Mas se eu nada fizer
Isto nunca vai mudar
Conseguir/Encontrar
Mais força para lutar...


(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a comer

É difícil ser honesto
É difícil de engolir
Quem não tem nada vai preso
Quem tem muito fica a rir
Ainda espero ver alguém
Assumir que já andou
A roubar/A enganar
O povo que acreditou

Conseguir encontrar mais força
Para lutarMais força para lutar
Conseguir encontrar mais força
Para lutarMais força para lutar...

(Refrão)
Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a foder

Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Mas eu sou um homem honesto
Só errei na profissão

QUEM FAZ UM CESTO FAZ UM CENTO

Imagem daqui

"Ministro «ofendido» com notícias que dizem que interferiu no caso Freeport"

TSF

COMO FOI QUE DISSE?

sexta-feira, 10 de abril de 2009

COMEU A CARNE, ROA OS OSSOS

Imagem daqui

"Governo ponderou demitir-se e provocar eleições"
Notícia Sol

O ESTADO DO ESTADO


Imagem daqui
"... hoje, em Portugal, é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um corrupto ir parar à cadeia ..."
Manuel António Pina no JN

REDENÇÃO PASCAL


Berlusconi oferece-se para abrigar vítimas do terramoto nas suas mansões
É notícia no Destak
IL SANTO...

segunda-feira, 6 de abril de 2009

SORRIA! É APENAS UMA PIADA!


Zurzir, zurzir, zurzir


"Vossa Excelência não pode deixar o seu generoso coração falar mais alto. Chegou a hora de zurzir com força nessa escumalha.
Vossa Excelência, senhor presidente do Conselho, tem toda a razão. Não tenha meias-medidas, nem deixe que o seu generoso coração amoleça por um instante. É preciso zurzir em todos esses infiéis que andam por aí desalmadamente a pôr em causa as suas virtudes e as suas obras, realizadas em nome da Pátria e dos valores nacionais e socialistas. O desaforo não tem limites. Primeiro puseram em causa os projectos que Vossa Excelência executou com sabedoria e enorme generosidade para uma gentinha que nunca na vida sonhou viver debaixo de um tecto concebido por tão excelsa figura.
Com que orgulho tais almas falam a vizinhos, amigos, filhos e netos dessas magníficas obras de arte concebidas por Vossa Excelência nas profundezas da Pátria e guardam com zelo os riscos e rabiscos desenhados por alguém que, contra ventos e marés, em boa hora chegou a presidente do Conselho. Não contentes com o desaforo, vieram lançar suspeitas sobre as obras que Vossa Excelência concebeu por esta terra de Santa Maria para acabar com a vergonha das lixeiras a céu aberto. Gente safada, sem vergonha, cheia de inveja, digna de um sítio manhoso, pobre, hipócrita e cada vez mais mal frequentado que foi capaz de atirar lama para a licenciatura em Engenharia Civil de Vossa Excelência. Pobre gente, pobres almas que nem perceberam o alto significado do diploma ter sido assinado a um Domingo, glorioso dia do Senhor. Sim, poucos por este mundo de Cristo se podem gabar de tal façanha.
É um prenúncio, é Deus a mostrar-nos que temos ao leme da Pátria o Homem que nos vai levar a dobrar de novo o Cabo das Tormentas. Pobre gente, pobres almas que, desesperadas com a sua força e perseverança, vêm agora lançar suspeitas sobre um grande empreendimento que Vossa Excelência aprovou rapidamente e em força em nome de Portugal e da Santa Aliança com a bendita Inglaterra que tantas e tantas vezes nos salvou dos nossos inimigos. Não há perdão, não há redenção, não há fogo do Inferno que chegue para castigar essa gentinha que anda por aí a enlamear Vossa Excelência e a sua bem aventurada família, não poupando nada nem ninguém, nem a sua excelsa mãezinha, nesta corrida cega para o abismo. É por isso que Vossa Excelência não pode deixar o seu generoso coração falar mais alto. Chegou a hora de zurzir com força nessa escumalha que usa a pena e a língua venenosa para o enxovalhar, nosso querido e amado grande líder."
António Ribeiro Ferreira no CM

"samicas de caganeira"

sábado, 4 de abril de 2009

A PROPÓSITO DE PRESSÕES

Imagem daqui
DOSSIER DAS PRESSÕES DO PÚBLICO SOBRE O CASO "FREEPÓR" DE JAMÉ
AFINAL HOUVE PRESSÕES OU NÃO HOUVE PRESSÕES?
VEJAM LÁ SE DESEMERDAM ISSO DEPRESSA!

LEMA DE OBAMA À PORTUGUESA

"YES, WEEKEND"


Imagens, Mensagens, Frases e Vídeos - Smiles - Orkut

sexta-feira, 3 de abril de 2009

POR MIM ATÉ PODE SER DEPOIS DO NATAL!


Cabeça-de-lista do PSD às europeias só será anunciado depois da Páscoa
Notícia SOL



HAJA ALGUÉM DECENTE


Um diz que o nosso mais badalado "inginheiro" se fez rodear de más companhias depois de ser eleito, como se ele próprio não fosse já uma má companhia dele mesmo.
"O caso freepór" está num impasse do tipo "nem o pai morre nem a gente almoça".
A empresa da mãe do "inginheiro", ao que parece senhora "mui" devota, está ligada a matrafices.
O "parece-me eu de que" foi absolvido.
Não me apetece procurar mais... Tudo isto merece uma gargalhada de desprezo e que se fale de ... pintos.


PARABÉNS QUERIDA M.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

AFINAL,DE QUE SE RIEM ELES?


PERGUNTA IDIOTA/RESPOSTA TOSCA



PERGUNTA:

"O que pode Durão Barroso fazer por si?"
(Anunciado no Expresso)
RESPOSTA:
Ir ao supermercado porque não me está a apetecer meter em bichas.
(Espera lá. Eu sou capaz de melhor...)
Ir apanhar caracóis.
(Assim está melhor...)
Cá vai então:
OLHA LÁ Ó CHERNE, PORQUE NÃO VAIS APANHAR CARACÓIS?

O CRIME COMPENSA

Imagem daqui
"Lá se vai mais um sonho"

"Perdemos os sonhos ou são os sonhos que nos perdem? O meu sonho de menino sempre foi ser presidente de uma empresa intermunicipal de tratamento de resíduos; e quando, em vez de estudar, me punha a ler o "Cavaleiro Andante", minha mãe dizia-me: "Estuda se queres vir a ser presidente de uma empresa intermunicipal de tratamento de resíduos", sabendo que só isso era capaz de me arrancar da companhia de Tartarin de Tarascon e de Tintin.
Chegado a esse lugar de exílio que é a idade adulta (o que sucedeu mais ao menos na altura em que Tintin deixou de usar calças de golfe), procurei em vão informar-me acerca de como seria possível realizar tão desmesurado sonho. Só agora, já velho, o descobri. Para se ser presidente de uma empresa intermunicipal de tratamento de resíduos é recomendável, pelo menos em Braga, ter sido condenado por tentativa de corrupção de um vereador, o que (uma condenação por corrupção) é, como se sabe, uma inalcançável miragem em Portugal. Sem meios para tentar corromper vereadores, terei que me ficar pelo jornalismo, que também é uma actividade do sector do tratamento do lixo."
Manuel António Pina no JN
TEXTO DA PETIÇÃO

Câmaras municipais de Braga, Póvoa de Lanhoso, Amares, Vila Verde, Terras deBouro e Vieira do Minho Considerando que Domingos Névoa foi eleito, por unanimidade, presidente da empresa intermunicipal “Braval”, de modo indigno para a democracia, a transparência e a luta contra a corrupção.
Considerando que o referido cidadão foi condenado a 23 de Fevereiro pelo crime de corrupção activa, na sequência da tentativa de corrupção do vereador da Câmara de Lisboa José Sá Fernandes.
Considerando que como agente corruptor Domingos Névoa deve merecer a censura e não o prémio daqueles que são eleitos pelo povo para gerirem a coisapública.
Os abaixo-assinados reclamam junto das câmaras municipais de Braga, Póvoa deLanhoso, Amares, Vila Verde, Terras de Bouro e Vieira do Minho, para quereconsiderem na sua decisão e destituam Domingos Névoa do cargo para que foieleito.
Portugal, 31 de Março de 2009


ASSINAR AQUI

VERDADE OU FOGO DE VISTA?



Imagem daqui


quarta-feira, 1 de abril de 2009

LONDRES, "THE PIG CITY"

Para ver fotos do protesto clique AQUI

TARDE DE 5ª LIVRE E SUBSÍDIO DE PÁSCOA


Imagem daqui

José Sócrates, o "inginheiro", assinou um despacho em que concede tolerância de ponto aos funcionários públicos. E, inesperadamente, nesse mesmo despacho, concedeu o privilégio de esses mesmos felizardos receberem o subsídio de Páscoa.
"Trabalhadores esforçados, estes nossos funcionários! Merecedores de irem passar umas mini-férias nas Berlengas. Por isso mesmo, o governo decidiu e despachou estes dois bónus que esperamos façam bom proveito. E, já agora, esperamos também pelos votozinhos nas eleições que a passos largos se avizinham." Terá dito Pinto de Sousa Freepór à saída do seu gabinete à hora de almoço.