sábado, 28 de fevereiro de 2009

'BORA LÁ DAR-LHE IDEIAS!

em

TINHA DE XER!

Imagem copiada deste blogue

Sobre a abertura do congresso sócretino, diz António Ribeiro Ferreira no CM:


"Freeport e as campanhas"

"Tinha de ser. Num dia em que Charles Smith voltou a ser ouvido pelas autoridades, José Sócrates entrou a matar com o caso Freeport. O povo socialista e o outro povo ficaram a saber que o secretário-geral do PS se candidata para impor a decência na vida democrática. Triste sina. Este foi o pontapé de saída de um congresso que começou de forma estranha.
Com a sala meio vazia, triste, que nem deu pela entrada do grande líder. Mas pronto. Não houve música – mas Sócrates não deixou de malhar à esquerda e à direita, mania que começa a ser compartilhada por muitos socialistas.
Se o discurso de abertura de José Sócrates fizer escola e o povo socialista responder de forma solidária, então o XVI Congresso pode muito bem ser o congresso das campanhas-negras, das calúnias, das infâmias, das difamações – e, já agora, da caça às bruxas que têm a coragem de pôr os dedos nas feridas de um político que se julga dono absoluto não só dos socialistas – o que é verdade –, como do País, o que começa a ser uma triste realidade.
Resta saber se o Portugal que está em Espinho sabe que lá fora o desemprego dispara e o desespero aumenta em muitas famílias. Decência seria Sócrates ter falado disso, das vidas negras de muitos portugueses."
E EU APLAUDO O QUE ELE DISSE, INTEGRALMENTE!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

UMA PITONISA CHAMADA MARCELO

Imagem daqui

"Eça de Queirós, numa crónica de ‘As Farpas’ que levou a motins no Brasil, dizia que os brasileiros "tinham os defeitos dos portugueses dilatados pelo calor". No Carnaval acontece o inverso – a baixa temperatura encolhe a alegria e o tom tropical forjado nessas festas resulta numa contrafacção paroleira. No fundo, não queremos o Carnaval encaixilhado em apenas quatro dias do ano: preferimos mantê-lo como espectáculo permanente, mais sóbrio mas igualmente burlesco.
A pitonisa do regime, Marcelo Rebelo de Sousa, garantiu que se o caso Freeport vier a prescrever, Sócrates acabará por ser politicamente favorecido – isto é, apesar do que possa ter feito. Raramente ouvi qualificaros portugueses de uma forma tão baixa. O pior é queé capaz de ter razão."

No CM

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

BOM CONSELHO! OUVISTE, Ó PENCAS?


"A confiança dos portugueses ganha-se falando verdade"
Sarsfield Cabral, no Público

UM PAÍS DE MILAGREIROS


Imagem daqui
O país dos milagres
O Vaticano anunciou nova fornada de santos, entre eles o condestável Nuno Álvares Pereira, a quem atribui a cura do olho esquerdo de uma velhinha de Vila Franca de Xira, atingido por salpicos de óleo a ferver quando estava a fritar peixe.
O Vaticano que me perdoe, mas, então, e os milagres da multiplicação do solo edificável e dos milhões nas contas de autarcas e familiares que todos os dias se produzem por esse Portugal fora?
O das moradias, automóveis, casas de férias, barcos de recreio, do presidente, vice-presidente, vereadores e directores de serviços da Câmara de Braga que a ciência não pode explicar com base nos seus parcos rendimentos?
E o milagre da falta de "recursos humanos" para investigar tal milagre? E o da PJ ter, segundo o MP, atribuído prioridade a "outras investigações"? E o suavíssimo milagre da recusa do PS em criminalizar o enriquecimento ilícito? E os milagres das aparições, em cima de azinheiras, sobreiros e áreas protegidas, de PIN aprovados à pressa em vésperas de eleições? Irá o Vaticano canonizar, a seguir, a generalidade da classe política dirigente portuguesa?
Manuel António Pina no JN

domingo, 22 de fevereiro de 2009

FREEPÓR LABIRÍNTICO


Imagem daqui
Filho do tio... meio irmão da mãe... irmão do outro...
Uma meada toda enrolada...
Notícia CM Online


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

ISTO É DO CARAÇAS!


Imagem do Kaos

Ontem foi notícia Público

Hoje é notícia Destak
Foi e continua a ser notícia de Torres para o mundo: O "cagalhães" dá merda!

Tudo porque um tal sr. Mário Andrade Lucas se sentiu ferido na sua dignidade visual com ESTA página e apresentou queixa no MP que, de tão célere, conseguiu resolver o caso ainda este ano!
Agora o mesmo MP vem desdizer o que disse...

ESTE PAÍS É UM COLOSSO! ESTÁ TUDO GROSSO... ESTÁ TUDO GROSSO!

ERA SÓ O QUE FALTAVA!

Imagem daqui


"Santos Silva considera «inaceitável» que RTP promova sua entrevista com as palavras «malhar na direita»"
Notícia SOL
Aqui ou ali, disse ou não disse? Se disse, assume!
Lá lhe caem os parentes na lama!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

PSexual

Imagem daqui
O SEXO parece ser a nova bandeira do PS...
Ainda vamos ouvir o "inginheiro" anunciar o casório com a Cancinha...

MAIS VALE NÃO PREGAR EM CASINOS

E já agora: que anda ela a fazer debaixo das batinas no casino da Figueira? A ganhar mais 15 mil por sessão ou por causa disto ?

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

NÃO GOSTO DE ESPANHÓIS NEM ACREDITO EM MILAGRES

Imagem daqui
Olhando para a nossa História, se há figuras que admiro, a de Nuno Álvares Pereira é, sem dúvida, uma delas. Basta dizer que não gosto de espanhóis... Mas, daí a considerar que Nuno, que andou de espada em punho a matar pr'afrentemente, é um santo vai uma grande distância... Qual milagre qual gaita! Santos de espada só conheço o Martinho e o Miguel (que é arcanjo), e as espadas deles foram usadas para outros fins...
Notícia Destak

BB, VOCÊ NEM SABE COMO EU LHE AGRADEÇO O SIMPLES FACTO DE EXISTIR! II

Imagem daqui
O DISCURSO DO NADA

A vitória de Sócrates é a metáfora do eucalipto: ele seca tudo à sua volta e conduz o partido como muito bem entende. A percentagem de 96,43 por cento dos votos não reflecte, em boa verdade, a imagem que o PS deseja expor. O PS dispõe de cerca de 73 mil militantes, mas apenas 29 mil votaram, por terem as quotas em dia. Há um manifesto desinteresse dos socialistas pelo destino do partido em que militam. Pode-se atribuir essa falta de comparência cívica a mil razões. As mais das vezes razões falaciosas. E as declarações jubilosas de altos dirigentes, em lufa-lufa de subserviência ao chefe, além de fastidiosas, ocultam o nó do problema. O PS é a imagem devolvida do País: desencanto, aborrecimento, ausência de convicções, desmotivação. São os próprios princípios que estão em causa. A absurda justaposição do slogan "socialismo moderno" com a lógica fatal do neoliberalismo mais assanhado conduziu a uma esterilidade ideológica e ética que estas eleições vieram sancionar. O volumoso resultado obtido por Sócrates não tem importância nenhuma. A ameaça dos acontecimentos, a carência de respostas sérias, o desprezo para com a história do partido, a falta de fidelidade descaracterizaram o PS. E José Sócrates não vive em autismo, não se move num universo virtual: simplesmente não sabe como resolver os inúmeros problemas da sociedade portuguesa. Os temas exclusivos que, no congresso, suscitaram o seu interesse, são indicadores do seu oportunismo ou da sua incompetência. Esqueceu o desemprego, o desajuste entre a realidade pungente, na qual estamos mergulhados, e a mudança das instituições; a falência dos bancos, a corrupção e a própria questão da liberdade. Sócrates tinha opções: não as tomou ou não as quis tomar. A sociedade pedia-lhe (e até lhe exigia) respostas. O método de pensamento que utilizou é-lhe habitual. Passa ao lado do que se lhe pedia, exigia ou perguntava. Sob a capa de falar de problemas "fracturantes", nunca assumiu, com a coragem requerida, enfrentar os dilemas que o excedem, mas que são inseparáveis dos princípios elementares do nosso viver colectivo. Desconhecemos o que José Sócrates pensa da exaustão portuguesa, sovada pela agressividade das leis que promoveu e fez promulgar. Não sabemos dos seus projectos para Portugal, sobre o qual nos é inculcada a ideia de que materialmente não tem futuro.
Parece que o secretário-geral do PS e primeiro-ministro somente obedece a forças cegas e brutais, impostas e garantidas pelos grandes interesses, que sobrepuseram o económico ao político. Apesar de tudo, presumi, um pouco ingenuamente, que José Sócrates iria inflectir o discurso para outros perímetros. Enganei-me. O homem não tem cura.
Baptista-Bastos no DN

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

A MIMÓRIA É MUITA TRAIÇOEIRA!

Imagem daqui
A amnésia do conselheiro (Aqui)
Opinião de Manuel António Pina (Aqui)

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

TÊTE-À-TÊTE E CHÁ DE CAMOMILA


Imagem daqui
Depois de toda esta canseira, Obama teve uma real... (ver)

CASTELO DE CHUCHURUMEL

Imagem e lengalenga retiradas daqui

O Castelo de Chuchurumel
(Lenga-lenga tradicional)


Aqui está a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel

Aqui está o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o cão
Que mordeu o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o pau
Que bateu no cão
Que mordeu o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o lume
Que queimou o pau
Que bateu no cão
Que mordeu o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está a água
Que apagou o lume
Que queimou o pau
Que bateu no cão
Que mordeu o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o boi
Que bebeu a água
Que apagou o lume
Que queimou o pau
Que bateu no cão
Que mordeu o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está o carniceiro
Que matou o boi
Que bebeu a água
Que apagou o lume
Que queimou o pau
Que bateu no cão
Que mordeu o gato
Que comeu o rato
Que roeu o sebo
Que unta o cordel
Que prende a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

Aqui está a morte
Que levou o carniceiro
Que entrega a chave
Que abre a porta
Do castelo
De Chuchurumel.

E VEM ISTO A PROPÓSITO DE QUÊ?
DISTO, DISTO e, sobretudo, DISTO
SIM! POR ESTE ANDAR... JAMÉ...

O "PÊÉSSEZINHO" DE SOCRAS, O "INGINHEIRO"

Imagem daqui

QUE LEVAIS SOB O TÃO POUCO DIÁFANO MANTO AO CONGRESSO, "SENHORES"?
SÃO AS ROSAS DO MEDO DE PERDER O CARGUINHO!

MARCHA NACIONAL PELA EDUCAÇÃO - PETIÇÃO

Imagem daqui

Assine AQUI
PORQUE A LUTA NÃO PODE PARAR!
PORQUE A ESCOLA PÚBLICA NÃO PODE ESPERAR!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

O CAETANO, FOI UM GAJO PORREIRO, C'UM CATANO!


Leia a notícia do elogio da loucura AQUI




PARA QUE NÃO DEIXEMOS BRANQUEAR O NOJO!

PINÓCRATES SHOW


AS COISAS DE CIRCO CONTINUAM



Imagem daqui
O mentecapto continua a sua cruzada de lamber o cu ao maior sócretino que existe ao cimo da terra...
Agora chama-lhe "rochedo"... Eu chamar-lhe-ia outra coisa que o rochedo da imagem sugere...
Sócrates tem mais cabelos brancos?
Também eu!
Sócrates vai renovar sem surpresas a liderança do PS?
Quem lhe era opositor?
Sócrates pode vir a reclamar nova maioria absoluta?
Só se este povo estiver de facto maioritariamente maluco é que lha dá!
Manuel Alegre, um traidor?
...Nem merece comentário...
Todas as armas apontadas a Sócrates?
Ou toda a merda que ele tem feito e permitido fazer?

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

O KOALA VAI A ISRAEL



Imagem daqui
"Bento XVI confirma preparativos para viagem a Israel"
Notícia TSF
DE QUE TAMANHO É A HIPOCRISIA?
NESTE MOMENTO TALVEZ FOSSE MAIS ADEQUADO IR A GAZA!
ABAIXO A COMPLACÊNCIA PARA COM TERRORISTAS!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

DEPOIS DO "maior português de sempre", AGORA A TELENOVELA SOBRE O CABRÃO DE SANTA COMBA

Não vi. Não me arrependo. Só de pensar naquilo que eu imaginei ser: um branqueamento, deu-me nauseas! E pelos vistos não me enganei.
Opinião de Paula Sequeiros no ESQUERDA.NET
Não ressuscitem mais a besta! Deixem arder o cabrum nos quintos dos infernos!

BB, VOCÊ NEM SABE COMO EU LHE AGRADEÇO O SIMPLES FACTO DE EXISTIR!

Imagem daqui
HOMENS SEM REINO
"A governação está em banho-maria e José Sócrates anda pelo País a promover a moção que vai apresentar ao congresso do seu partido. No intervalo inaugura isto e aquilo, sempre coisas sem importância, e avisa que, futuramente, vêm aí toneladas de realizações destinadas à felicidade dos portugueses. Claro que quase ninguém acredita na suave bondade das promessas. Aliás, já quase ninguém acredita em nada. Mas aprendeu que a cupidez tem dado cobertura à mais ignara mediocridade. O panorama parece mavioso. O caso Freeport e as peripécias que envolvem o assunto Casa Pia transformaram as angústias quotidianas em factos desprezíveis. A verdade é que o Governo paralisou e os portugueses são homens sem reino. Despedidos aos milhares, tratados como subalternos, humilhados na mais rudimentar dignidade - sem que os seus gritos de desespero, as suas lágrimas excruciantes consigam congregar um feixe de energias.Vemo-los e escutamo-los nas televisões, os retábulos modernos que condenam os homens e as mulheres a admitir o mundo tal como ele lhes é apresentado, e aprendemos que o medo impede tomadas de consciência e sufoca as manifestações da razão. Nada tem sido feito para inverter a tendência de uma crise nascida de um sistema em declínio. O Governo obedece, cegamente, às regras que tentam inserir-se no real, a fim de salvar o que sobra dos escombros. Cede à facilidade, e legitima decisões as mais asquerosas e danosas para a generalidade dos portugueses, apoiado numa maioria que, demonstradamente, não merece. Para que o embaraço continue, o ministro Santos Silva desencadeia novo alvoroço no partido, já de si tão ausente de convicções quanto repleto de oportunistas. Lembremo-nos de que o PS não pertence, apenas, ao "arco do poder": é uma agência de empregos, tal como o PSD. O conflito com Manuel Alegre resulta de um acto de má educação, infelizmente comum ao ministro dos Assuntos Parlamentares. Porém, a peça mais relevante deste berbicacho é um artigo do eng. Henrique Neto, publicado no Jornal de Leiria. O conhecido empresário socialista reafirma, claramente, que vivemos na indiferença porque o medo está presente e a presença do medo dá azo à resignação. Mas se o PS não serve, o PSD serve ainda menos. É o nosso drama, porque nos inculcaram a ideia de que não há alternativa. Claro que há. Mas será que isso nos tem sido explicado? A comunicação social, no seu todo, tem cumprido, de facto, as funções para as quais está destinada? Penso o contrário. Todavia, as derivas, os compromissos e as malfeitorias daqueles dois partidos não justificam a nossa atonia cívica, a nossa falta de comparência política e moral, a abjecção da nossa passividade."

O RELÓGIO

PARA RIR AQUI

AUMENTATIVOS

Exercício retirado daqui

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

SEU DITO SEU FEITO

QUALQUER DIA CHEGA AO OUTRO LADO DO ATLÂNTICO

Cartoon do Henri

AR DE ADIVINHAÇÃO

Imagem daqui
ELE ATÉ JÁ ESTÁ COM AR DE BRUXO, A ADIVINHAR QUEM SÃO OS RICOS DESTE PAÍS...

SOMOS GOVERNADOS POR ... ISTO...

Imagem daqui

«“Malhar” é forte

Sobre as suas recentes declarações em que assumiu gostar de “malhar” na direita, o ministro esclareceu que “a expressão ‘malhar’ é forte”, mas que ela foi “usada em sentido figurado e num determinado contexto de debate político”. “Eu usei o verbo ‘malhar’ no sentido de bater no cereal para debulhar e debulhar significa libertar o grão das impurezas para depois fabricar o pão. Se calhar não devia aplicar o verbo ‘malhar’ à actual liderança da Direita ou aos partidos que se gostam de dizer à esquerda do PS porque não se percebe que grão pode sair dali para alimentar os portugueses”.»

Excerto daqui

COMENTÁRIO:
Pelo menos, já sabemos que o grão que sai do partido de que este "senhor" se diz um representante é grão podre... não alimenta... a não ser "os tais"...

"Malhar" não é coisa forte, é coisa de parvo!!!

CLARO QUE É POSSÍVEL, SEU PAROLO!

"José Sócrates garante ser possível identificar os ricos"
Notícia Sol
Tudo é possível! Basta querer!
Até ISTO é possível!
Mas parece que há um problema... como se vão acertar as agulhas sobre quem é ou não é "rico"?
DEIXO AQUI ALGUMAS PISTAS:
- Um rico não dorme debaixo da ponte tapado com cartões;
- Um rico não vai comer às sopoas da santa casa;
- Um rico veste fatos "armani";
- Um rico vai passar férias em hotéis cuja diária dava para alimentar uma casa de família de gente pobre durante um mês;
- Um rico anda em carros de alta cilindrada conduzidos por motorista;
etc e tal...

FAZ DE CONTA

Imagem daqui
"Está bem... façamos de conta"
"Façamos de conta que nada aconteceu no Freeport. Que não houve invulgaridades no processo de licenciamento e que despachos ministeriais a três dias do fim de um governo são coisa normal. Que não houve tios e primos a falar para sobrinhas e sobrinhos e a referir montantes de milhões (contos, libras, euros?). Façamos de conta que a Universidade que licenciou José Sócrates não está fechada no meio de um caso de polícia com arguidos e tudo.
Façamos de conta que José Sócrates sabe mesmo falar Inglês. Façamos de conta que é de aceitar a tese do professor Freitas do Amaral de que, pelo que sabe, no Freeport está tudo bem e é em termos quid juris irrepreensível. Façamos de conta que aceitamos o mestrado em Gestão com que na mesma entrevista Freitas do Amaral distinguiu o primeiro-ministro e façamos de conta que não é absurdo colocá-lo numa das "melhores posições no Mundo" para enfrentar a crise devido aos prodígios académicos que Freitas do Amaral lhe reconheceu. Façamos de conta que, como o afirma o professor Correia de Campos, tudo isto não passa de uma invenção dos média. Façamos de conta que o "Magalhães" é a sério e que nunca houve alunos/figurantes contratados para encenar acções de propaganda do Governo sobre a educação. Façamos de conta que a OCDE se pronunciou sobre a educação em Portugal considerando-a do melhor que há no Mundo. Façamos de conta que Jorge Coelho nunca disse que "quem se mete com o PS leva". Façamos de conta que Augusto Santos Silva nunca disse que do que gostava mesmo era de "malhar na Direita" (acho que Klaus Barbie disse o mesmo da Esquerda). Façamos de conta que o director do Sol não declarou que teve pressões e ameaças de represálias económicas se publicasse reportagens sobre o Freeport. Façamos de conta que o ministro da Presidência Pedro Silva Pereira não me telefonou a tentar saber por "onde é que eu ia começar" a entrevista que lhe fiz sobre o Freeport e não me voltou a telefonar pouco antes da entrevista a dizer que queria ser tratado por ministro e sem confianças de natureza pessoal. Façamos de conta que Edmundo Pedro não está preocupado com a "falta de liberdade". E Manuel Alegre também. Façamos de conta que não é infinitamente ridículo e perverso comparar o Caso Freeport ao Caso Dreyfus. Façamos de conta que não aconteceu nada com o professor Charrua e que não houve indagações da Polícia antes de manifestações legais de professores. Façamos de conta que é normal a sequência de entrevistas do Ministério Público e são normais e de boa prática democrática as declarações do procurador-geral da República. Façamos de conta que não há SIS. Façamos de conta que o presidente da República não chamou o PGR sobre o Freeport e quando disse que isto era assunto de Estado não queria dizer nada disso. Façamos de conta que esta democracia está a funcionar e votemos. Votemos, já que temos a valsa começada, e o nada há-de acabar-se como todas as coisas. Votemos Chaves, Mugabe, Castro, Eduardo dos Santos, Kabila ou o que quer que seja. Votemos por unanimidade porque de facto não interessa. A continuar assim, é só a fazer de conta que votamos."
TEXTO DE OPINIÃO DE MÁRIO CRESPO no JN Online
FAÇAMOS DE CONTA QUE SOMOS TODOS PARVOS...

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

SEGREDOS DE MIM PARA MIM

BURACO SEM FUNDO

Imagem daqui
"Despejar milhões numa economia endividada é como tratar a cirrose de um alcoólico com mais uma garrafa de vinho e outra de uísque".
Paulo Baldaia, "Jornal de Notícias", 07-02-2009

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

J'ACCUSE MADAME CÂNCIO


OLHEM QUE NÃO, STÔRES


"Como toda a gente com um mail público, recebo ultimamente muitos mails assinados por professores. Um dos últimos que recebi, "o professor do ano não é o da ministra", é uma espécie de elegia, com frases como "Professor do ano foi aquele que, com depressão profunda, persistiu em ensinar o melhor que sabia e conseguia os seus 80 alunos"; "aquela que tinha cancro e deu as suas aulas até morrer". Ou estas: "aquela que teve 5 turmas e 3 níveis diferentes"; "aquele que fez mestrado suportando todos os custos e sacrificando todos os fins-de-semana com a família"; "aquele que sacrificou os intervalos e as horas de refeição para tirar mais umas dúvidas". E ainda estas: "aquele que encontrou forças para motivar os alunos depois de ser indignamente tratado pelos seus superiores do ME"; "aquele que se manifestou ao sábado sacrificando um direito para preservar os seus alunos".A mistura entre situações tão diversas e desconexas como um martírio relacionado com uma doença (que, a existir, só pode ser tratado como excepcional), ocorrências normalíssimas (que terá de especial ter cinco turmas de três níveis? Ou fazer um mestrado do seu bolso e no seu tempo livre?) e a obrigação de não prejudicar os alunos devido à exasperação com o ministério ou a decisão de escolher um sábado para uma manifestação é muito eloquente quanto à visão que muitos professores terão de si e do que a sociedade lhes deve. Lêem-se estas frases e fica-se com a sensação de que os que as escreveram e os que nelas se revêem se acham incrivelmente sacrificados e maltratados, e se encaram como missionários sem par no mundo do trabalho. Esta trapalhada, que não chega a ser um argumento, é o caldo de cultura do conflito que opõe a classe (se se pode falar de uma oposição da classe) ao ministério. Um caldo que ignora factos como o de que a comparação entre o tempo total de trabalho, o ratio professor/aluno e o nível salarial dos professores portugueses com os seus congéneres europeus (e não só) é, de acordo com um recente relatório da OCDE sobre educação (Setembro de 2008), muito favorável.
A nível do ensino básico, o ratio professor/estudante é de um para 11, abaixo da média da OCDE (16); e no secundário é o mesmo, também abaixo da média (13) - com a curiosidade de no privado haver um ratio superior. Sendo um dos países da OCDE com menor PIB per capita, Portugal está, nesse grupo, entre os que melhor paga aos professores. Por outro lado, se os professores portugueses em início de carreira estão entre os mais mal pagos da OCDE (em termos de poder de compra comparativo), a partir de 15 anos de carreira sobem na escala, ultrapassando a Suécia, a Itália e a Noruega, e no topo estão ao nível dos salários dos seus congéneres alemães e finlandeses, acima da Dinamarca, do Reino Unido e da França. Por fim, o tempo total de trabalho exigido aos professores portugueses (1440 horas/ano) está mais de 250 horas abaixo da média da OCDE. Dificilmente o retrato de uma classe mártir e explorada. Antes pelo contrário."

Fernanda Câncio

Como é que na altura me passou despercebida esta verborreia da Câncio?
Falou ela em estudos e médias de OCDE... terão sido encomendados pelo seu (dela) alegado namorado?

Em tom prejurativo, fala para e dos "stôres" portugueses (os tais "professorezecos") tentando ajudar a demolir junto da opinião pública a sua imagem.

OLHE QUE NÃO LHE FICA BEM CANCINHA, OLHE QUE NÃO...

Também nós temos o direito e o dever de pronunciar em alto e bom som "J'accuse"...
Direi para terminar: VÁ PR'À MERDA MENINA CÂNCIO!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

DE CU TREMIDO E À BORLA

TUDO À BORLA! ... PAGA O ZÉ...

CHERNE E UVA

O "FILHO DO PRIMO"

É A "CABALA" PÁ!

Imagem de um a cav/bala PRETA deste site
Que "satice"! eu agora troco os "vs" pelos "bs"! Em que é que ficamos carago? Oh! Carago não, carago!
ARTIGO DE OPINIÃO DO DN

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

NOT GUILTY OU UM ECO DA CHINA

Imagem daqui

O "filho do tio" reagiu finalmente! É que, parecendo que não, a China não fica logo aqui ao lado e as coisas levam o seu tempo...
Considera-se livre de toda a culpa e homem de bem. Nem eu estava à espera que a prosa fosse diferente! Aliás, estou mesmo em crer que esta viagem rumo ao oriente teve mesmo na base aquela coisa das artes marciais... sem dúvida!
Notícia Público